Search
  • Sergio Lins

Flipped Classroom: como aplicar nas minhas aulas?

Flipped Classroom, ou Sala de Aula Invertida, ganhou popularidade por volta de 2007 e tem sido muito usada por diversas instituições de ensino no mundo. O foco principal é dinamizar a prática de sala de aula, uma vez que a exposição do conteúdo em sala é feita em casa, e na sala de aula, o professor aproveita para tirar dúvidas, praticar o conteúdo, estimular discussões e aprofundar o tema. É possível conferir mais na imagem abaixo.


Há diversos benefícios no uso de Flipped Classroom, mas eu gostaria de destacar o controle do aluno sobre como, quando e onde aprender o conteúdo. O aluno interage e se motiva a aprender, pois ele é um agente ativo desse aprendizado. Isso, consequentemente, aumenta o pensamento crítico e a criatividade. Flipped Classroom também melhora a interação entre alunos a habilidades de trabalho em equipe, uma vez que eles trabalham bastante em pares ou grupos durante a sala de aula.


É válido lembrar que de acordo com Flipped Learning Network, “O Aprendizado Invertido é uma abordagem pedagógica na qual a instrução direta sai do espaço de aprendizado em grupo para o espaço de aprendizado individual, que resulta que o espaço de trabalho em grupo seja transformado num ambiente de aprendizado dinâmico e interativo onde o educador guia os alunos ao passo que eles aplicam conceitos e se engajam de forma criativa ao conteúdo.”


Assim, o modelo de aula online ou híbrida que estamos usando durante a pandemia não está necessariamente associado a Flipped Classroom. Precisamos fazer com que o conteúdo exposto seja ‘ensinado’ de forma individual, da forma que o aluno se sente mais confortável no onde, como e quando aprender.


Abaixo, gostaria de compartilhar algumas dicas para você professor de/em língua inglesa possa incorporar Flipped Classroom para o seu dia-a-dia.


  1. Não há apenas uma forma de 'flipar' sua aula: você pode 'flipar' todas as aulas, ou apenas algumas. No início, pode ser melhor focar em algumas aulas, especialmente com tópicos que seus alunos possam ter menos dificuldade.

  2. Use conteúdo audiovisual como vídeos curtos e simples: vídeos curtos prendem a concentração dos alunos e podem ser repetidos várias vezes, o que ajuda alunos que tenham dificuldade. Lembre-se de projetar e apresentar o que for essencial. Especialmente no início, alunos podem apresentar dificuldade de assimilar muitos conteúdos ao mesmo tempo.

  3. Crie uma rotina para antes, durante e depois de trabalhar o conteúdo. Alunos sentem mais segurança quando eles sabem o que está acontecendo em cada parte do processo. Quando existem diversos elementos surpresas, os alunos podem se sentir inseguros, especialmente no momento que precisam trabalhar sozinhos em casa.

  4. Prepare todos os envolvidos no processo de ensino-aprendizagem: pais, alunos, colegas e toda a escola devem estar cientes da forma que está sendo trabalhada. Assim você evita surpresas, como oposição e resistência ao processo.

  5. Prepare aulas invertidas interativas: alunos devem fazer parte do processo enquanto assistem a aula. Não é apenas assistir e fazer uma atividade, mesmo que durante o vídeo. É sobre refletir, pensar e agir para que os alunos eles engajem com o conteúdo pedagógico. Uma grande dica aqui é aplicar jogos e atividades lúdicas para engajar a turma no processo.

  6. Use material confiável, especialmente no início da transição: se você não tem tempo ou recursos para preparação do material, use material de fontes confiáveis. A plataforma Geppetto é uma ótima parceira nesse processo com conteúdo gamificado, divertido e criado por especialistas. Um alerta: existem too many things online e muitas opções não são interessantes. Se você puder, planeje o material e compartilhe com colegas. Assim todos ganham e podem aproveitar em futuras aulas.

  7. Esteja em constante revisão: especialmente no início, é comum algo não dar certo. Revise, peça feedback a seus alunos, reflita como pode melhorar. Peça ajuda aos colegas para te ajudar na preparação e avaliação da aula invertida.


Espero que essas dicas te ajudem a introduzir Flipped Classroom em suas aulas. Com certeza, será um grande diferencial no aprendizado de seus alunos.


A propósito, você já conhece a plataforma Geppetto? O Geppetto é uma solução completa de ensino de inglês por meio de missões e aventura. Ela é uma grande aliada das escolas e professores na adoção das melhores práticas de Flipped Classoom, ensino online e híbrido para apoio ao bilinguismo ou ensino de inglês de sua escola.



A plataforma Geppetto é um mundo virtual online recheado de jogos digitais e atividades lúdicas para crianças e adolescentes aprenderem inglês no seu ritmo, com tecnologia adaptativa e inteligência artificial.


Você ficou curioso para conhecer mais sobre a plataforma Geppetto e também acompanhar continuamente o aprendizado dos seus alunos de maneira fácil e intuitiva?! É simples, rápido e fácil testar gratuitamente na sua escola!

Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro dos lançamentos do Geppetto.

Inscrição realizada com sucesso!