Search

A evolução dos métodos de ensino

Updated: Jan 28

Imagine as salas de aula da escola em que você estudou. Pense nos detalhes... Agora visualize a escola onde você vai todos os dias trabalhar. O que mudou de lá para cá?

As ferramentas e os métodos sofreram algumas alterações com o passar dos anos, mas você acredita realmente que eles mudaram o suficiente?


O cenário atual

Segundo a Somos Educação, o desinteresse do aluno de hoje é causado pelo ultrapassado sistema de ensino vigente, que inclusive é criticado também por educadores que já não acreditam mais no formato de “carteiras enfileiradas” e, provavelmente, tudo o que está descrito acima.

Em reportagem sobre a história da educação no Brasil, a Gazeta do Povo lembra que a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), criada em 1961, foi atualizada poucas vezes, e que a estrutura que permanece até hoje é a de 1996. São mais de 20 anos de defasagem na lei que dita as diretrizes da educação nacional. Educação essa que vai ser proporcionada a crianças e jovens de uma geração que está exposta a estímulos diferentes daqueles da geração de seus pais e professores. Nós ainda não mudamos o suficiente. Há bastante espaço para evoluir mais e com melhor qualidade.


As novas gerações

Nas escolas, encontramos alunos das gerações Z e Alpha. Se a primeira já nos intimidava um pouco por suas habilidades tecnológicas, a segunda é simplesmente a primeira geração nativa digital. Esses estudantes enxergam o mundo através da tela de seus smartphones e tablets desde que nasceram, e a tecnologia é apenas uma extensão deles mesmos.


Podemos dizer que esses estudantes não estão programados para o jeito tradicional do ensino-aprendizagem. Métodos de ensino que incluam dinâmica, interatividade, produção e criação – leia também sobre os conceitos de cultura maker e educação 4.0 – vão obter sucesso na educação de indivíduos que desejam (praticamente exigem) viver a experiência do aprender em todos os seus aspectos.


Por exemplo, para eles, aprender a cultura do Egito Antigo explorando a história da época em uma visita guiada no game Assassin’s Creed Origins será muito mais eficaz e engajador do que ouvir o professor falar sobre os costumes, a culinária e o modo de vida desse mesmo Egito.


Que tal seria para os apreciadores de biologia uma aula em que o recurso da realidade aumentada fosse capaz de mostrar em detalhes um órgão vital ou um osso que o craque do seu time de futebol fraturou na rodada passada? Incrível, não? As ferramentas e os métodos podem ser os mais diversos, mas o mais importante será a efetiva participação dos alunos no processo do seu aprendizado. Para eles, ser um mero espectador de seu desenvolvimento não é uma opção.



Novos métodos de ensino

Agora concentre-se e comece a enumerar tudo o que você já viu de diferente na sua escola de lá para cá e elenque as mudanças.


Vamos te ajudar. Os diários escolares já não lhe dão aquele enorme trabalho de fazer tudo a mão, não é mesmo? Algumas escolas já disponibilizam todos os materiais de aula em seus sistemas para os alunos fazerem o download. As apresentações no Microsoft PowerPoint estão mais dinâmicas e proporcionam aos estudantes diversos recursos em um mesmo programa, como, por exemplo, a visualização de vídeos e a disponibilização de arquivos de áudio. As enquetes e pesquisas online, às vezes realizadas em tempo real, permitem que o educador consiga ter uma visão mais realista de como está o aprendizado dos alunos em relação à aula proposta e, assim ajustar o conteúdo ou até mesmo pensar em atividades mais personalizadas.


Você agora pode até organizar melhor as tarefas, aumentar a colaboração e melhorar a efetividade da comunicação das suas turmas com ferramentas como o Google Sala de Aula, por exemplo. Também há diversas outras ferramentas que você pode testar e colocar em prática àquilo que acredita que fará diferenças para a sua realidade. Algumas dessas ferramentas são disponibilizadas pela Microsoft Educação, que investe há bastante tempo nessa área. Isso, é claro, se a sua escola já não tiver um sistema ou aplicativo que proporcione tudo isso para você e para seus alunos.


Independente de sua realidade, o entendimento de que precisamos fazer algo pela educação e o desejo não apenas de transformar, mas de sermos agentes que promovam essa transformação são os principais requisitos para aplicarmos, cada vez mais, as mudanças necessárias em nosso dia a dia escolar.




A plataforma Geppetto é um mundo virtual online recheado de jogos digitais e atividades lúdicas para crianças e adolescentes aprenderem inglês no seu ritmo, com tecnologia adaptativa e inteligência artificial.


Você ficou curioso para conhecer mais sobre a plataforma Geppetto e também acompanhar continuamente o aprendizado dos seus alunos de maneira fácil e intuitiva?! É simples, rápido e fácil testar gratuitamente na sua escola!


Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro dos lançamentos do Geppetto.

Inscrição realizada com sucesso!